10 melhores investimentos para fazer em 2021


Fique por dentro dos 10 melhores investimentos para você fazer em 2021. Os investidores precisam se programar ou saber quais são os mais promissores.

Conheça os MELHORES investimentos para 2021

Os melhores investimento que você deve conhecer para 2021

Saiba onde você deve investir em 2021

Sabemos que o ano de 2020 foi uma verdadeira caixinha de surpresas e que não foram nada agradáveis, não somente para os investidores, mas para o mundo todo e com a chegada do Coronavírus, desestabilizando a economia e a rotina das pessoas. Atualmente, os investidores estão sem saber para onde correr e precisam se programar para investir o seu dinheiro.

O ânimo do mercado muda, elevando ou derrubando os preços, alterando com frequência esse cenário. Os analistas também seguem estimando uma alta que é nos juros da economia para o fim de 2021. A escolha pelo melhor investimento, para o próximo ano irá depender do perfil e dos objetivos que é de cada investidor. É importante conhecer o seu perfil de investidor e ter clareza em seus investimentos.

Para cada perfil de investidor, há um investimento que é o ideal. No entanto, sempre devemos levar em consideração a relação que é a de risco e de investimento, o que significa que os investimentos que são os mais arriscados, podem render retornos que sejam os mais atrativos. Monte uma reserva de emergência, para que possa ser usada em situações imprevistas, como desemprego e doenças. Tenha cuidado para não prejudicar a sua rentabilidade.  

É muito importante sabermos quais os melhores investimentos e isso deve ser independente do nosso nível de conhecimento no mercado financeiro. O ano de 2020 trouxe um grande cenário de incertezas, com o impacto da COVID-19 na vida de todos nós. Por isso é de fundamental importância, entender e conhecer os melhores investimentos para serem feitos em 2021. Conheça-os agora. 

1 – A Poupança

Começamos pelo mais comum e conhecido investimento pelas pessoas, que é a Poupança. Todo banco nos dias de hoje possui a sua opção de poupança e na maioria das vezes, ela pode ser encontrada juntamente com a conta corrente. As pessoas usam o dinheiro da poupança para não gastar, por ser um dinheiro que pode ter um rendimento, que está em torno de 3%, se comparado a outros investimentos. 

2 – Leilão de Imóveis 

Essa é denominada uma categoria de investimentos que poucas pessoas conhecem, mas que ao mesmo tempo, pode gerar um investimento que pode chegar a até 3 vezes o valor de um investimento que foi em fundos de ações, que já veremos adiante. Um imóvel pode ir a leilão, por diversos motivos e um deles é quando ele é penhorado, num processo que é de garantia. Os seus valores são bem atrativos.

3 – Fundos de Ações 

Ele também é conhecido por ser muito seguro e indicado para as pessoas que não querem se preocupar tanto na administração do investimento, já que podem ser adquiridas as cotas e passar a responsabilidade para o administrador que é o de uma corretora. É uma opção de investimento, para quem deseja investir em uma renda que é a variável, possibilitando um investimento pelas pessoas que não conhecem.

4 – Renda Variável 

A Renda Variável é um ativo financeiro que se investe sem saber exatamente o valor que se terá de retorno, o que é diferente da Renda Fixa, que na hora de investir, a rentabilidade que se terá é clara. A variação de quanto vai render a sua renda variável é com base nos investimentos das empresas, de um cenário que é o econômico ou de onde esse investimento irá atuar, lidando com os câmbios e comodities.

5 – Renda Fixa

É uma boa estratégia para 2021e sem abrir mão da estabilidade. Faz muito sentido para o investidor que quer diversificar a sua carteira de investimento e sem abrir mão dessa classe que é de ativos. Chama-se Renda Fixa, justamente por uma rentabilidade que é previsível, sendo fixada num percentual que é mensal ou segue uma taxa que é a da Selic, o CDI e outros, funcionando como um empréstimo do seu dinheiro para o emissor.  

6 – Câmbio 

O mercado internacional é muito viável para muitos investidores. O câmbio é um destaque nessa categoria, já que também é um investimento em que não precisa necessariamente de uma corretora para essa intermediação, sendo um gasto a menos para os investidores. É um mercado que gira em torno da troca de moedas, para se comprar quando está baixo e vender quando subir o seu valor.

7 – Tesouro Direto 

Em termos que é de popularidade, esse investimento só perde para a Poupança. É uma referência em um investimento que é muito seguro. O seu funcionamento se dá pelo pagamento de uma dívida para um banco que é privado, com o governo emitindo um título que se compra, para receber um valor de volta e com juros na data de seu vencimento. Pode demorar um tempo esse investimento, mas terá uma rentabilidade.

8- Fundos de Inflação 

Eles usam a inflação, para que possa trazer alguma rentabilidade. São parecidos por trazerem rendimentos que são idênticos com os títulos do governo. A diferença fica por conta, de que ao investir em fundos de inflação, deve-se pagar uma taxa que é de 0,5% até 2% para investir, o que é diferente dos títulos do governo e está atrelado aos juros real, sendo isso o que mostra o quanto o seu dinheiro está rendendo. 

9 – Fundos Imobiliários 

É de alta liquidez. É um investimento que é feito nos imóveis físicos ou nos ativos do setor. A sua classificação é como os de fundos de tijolos, que é um investimento em shopping ou imóveis físicos. Os fundos de papel que não envolve os lugares físicos e sim os certificados e os fundos híbridos que são a junção dos dois. É uma opção muito segura e com um valor que ira receber dependendo de como o fundo está ocupado. 

10 – CDB Pré-Fixado ou Pós-Fixado 

É um investimento muito popular, que é o CDB ou Certificado de Depósito Bancário, sendo um investimento seguro e ao nível da poupança. O CDB Pré-Fixado ou Pós-Fixado é com base em emprestar o seu dinheiro para o banco, sendo um título de dívida que você paga para o banco. No primeiro se recebe um valor que é de rentabilidade, já sabendo o quanto irá receber ao final, o que é diferente no Pós-Fixado.

Deixe um comentário